Fazendo as malas rumo à Moçambique!

Ah, Moçambique! A Pérola do Índico!

É neste país africano que vim me aventurar, mas antes de falarmos do país quero dividir com vocês a experiência de fazer as malas e cair fora da pátria-mãe chamada Brasil.

Decidir morar fora gera um turbilhão de emoções, é como se ao mesmo tempo em que você faz uma mala com roupas, sapatos, acessórios, fizesse outra com itens como ansiedade, receio do desconhecido, espírito de aventura, liberdade, desprendimento, saudade, borboletas e caraminholas. É, as borboletas são pra voar no seu estômago e as caramilholas, pra ocupar sua cabeça assim que pintar um momento de ócio.

Há algo diferente entre sair do seu país por receber uma proposta, por conseguir fazer a viagem dos sonhos, um intercâmbio e ir para acompanhar alguém como aconteceu comigo. O susto parece um pouco maior, pois é deixar uma vida de lado para começar outra, é deixar sua rotina, seu trabalho, seus lugares preferidos, suas comidas prediletas, seus amigos, sua família, sua casa, para viver algo inesperado. Vejo muitas esposas que chegam aqui passar por algo que numa conversa com um amigo chamamos de “choque cultural”. É quando as novidades da 1ª, 2ª, 3ª semanas passam e você se pergunta “O que é que eu estou fazendo aqui?”. Eu também passei por isso.

Foi aí que me dei conta do tempo precioso que eu estava doando para as minhas caraminholas que diziam “Não vou aguantar ficar aqui muito tempo, não vou achar um emprego, não vou me adaptar, isso aqui é temporário” e resolvi viver o hoje e… Tchanam!!! As coisas começaram a fluir.

Enfiei na minha cabeça que eu não podia deixar minha estadia na África passar em branco. Pensei comigo mesma “Como assim eu estou no continente onde tudo começou, onde a exploração ao meu ver foi a mais devastadora e não há nada a fazer, experimentar, vivenciar?”. Foi o pontapé pra eu começar a adorar Moçambique, reconhecer suas qualidades, respeitar sua velocidade e entender seus defeitos para viver sem “sofrência” e tentar ajudar de alguma forma mesmo que seja uma única pessoa.

Foi assim que venci o desconhecido, a ociosidade, a futilidade e a preguiça! Mas confesso que às vezes me dou ao luxo de sentar no sofá, assistir filmes e tomar minha Amarulinha! Rsrsrs… faz parte!

Descansando após uma caminhada pela Ilha Xefina em Moçambique

Vim para acompanhar o publicitário-fotógrafo-jogadordebilhar, Zeca de Oliveira (vulgo Moisés, que na época era meu noivo, rs…), que está em Moçambique há aproximadamente 3 anos trabalhando em uma agência de publicidade e hoje posso dizer que vim por mim também. A sensação que tenho é que se eu não tivesse vindo minha vida teria um grande buraco e eu nunca saberia o que era. Essa experiência de conhecer novas culturas, rotinas, línguas, comidas, músicas, pessoas é impagável e muito diferente de uma viagem de férias, eu estou aprendendo a viver numa nova sociedade. Uma das frases que mais tenho dito é: “Vou vivenciar, afinal é uma experiência antropológica!” Rsrsrs… ok, meio nerd mas é bem por aí.

De acordo com a Wikipédia, “Moçambique é um país na costa oriental da África Austral, limitado a norte pela Tanzânia, a noroeste pelo Malawi e Zâmbia, a oeste pelo Zimbabwe e a leste pelo Canal de Moçambique e Oceano Índico, a sul e sudoeste pela África do Sul e Suazilândia. Esta antiga colônia e província ultramarina de Portugal, teve a sua independência em 25 de junho de 1975 e sua capital e maior cidade é Maputo. O território é de 801.590 Km2, a língua oficial do país é o Português, a moeda é o Metical (MZN), o presidente atual é Armando Guebuza do partido Frelimo, possui 11 províncias, etc”

Bom, eu estou conhecendo um outro Moçambique que você não vai encontrar no Google, e é ele que vou te apresentar no próximo post! Até lá!


 Sâmela Silva, direto de Maputo, Moçambique.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Blog Pessoal | FacebookTwitter

About these ads

20 responses to this post.

  1. Posted by Natfox on 02/12/2011 at 2:41 PM

    Finalmente hein!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk diferente do mexico, Moçambique, axo que a maioria não sabe nd kkkkkkkk seus posts serão bem uteis!

    Responder

    • Posted by Sâmela Silva on 05/12/2011 at 7:59 AM

      Demorou mas chegou! Rsrsr… vou falar tanto sobre Moçambique q vcs vão querer passar as próximas férias aqui! :)

      Responder

      • Posted by tiago bitone on 13/02/2013 at 7:44 AM

        realmente, eu sou mocambicano e essa terra e optima, venham passar as ferias aqui e podem contar comigo para tudo, tambem adoro os brasileiros. podem contactar me pelo facebook.

  2. Posted by Adriana on 03/12/2011 at 12:58 AM

    Adorei… principalmente o “sem sofrência” kkk

    Parabéns meninas, estou felicíssima por vcs!!!

    Que ondas de alegria cheguem até aí!

    bjus

    Responder

  3. Que texto mais bem elaborado e explanado Sâmela…. parabéns!

    Responder

    • Posted by Sâmela Silva on 05/12/2011 at 8:01 AM

      Obrigada! E quanto tempo em rapaz! Continue acompanhando o blog pra ver se gosta e acaba incluindo a África nas suas próximas férias! :)

      Responder

  4. Posted by Patricia on 05/12/2011 at 3:19 PM

    Parabens Samela! muito gostoso de ler e sentir!! estou mt feliz por voce e seu caminhar ai e com este talento de alma abrindo mais caminhos ainda. Sucesso!!

    Responder

  5. Posted by Ariany Lapetina on 05/12/2011 at 5:45 PM

    Que lindo, parabénsss!!!!
    Como sempre texto muito bem elaborado e vai nos ensinar muito não só sobre o lugar mas como é viver essa experiencia!

    Bjossss!!!!
    Let’s do it ….

    Responder

    • Posted by Sâmela Silva on 06/12/2011 at 6:06 AM

      Querida, vc foi uma das q mais me motivou a sair do país e viver algo novo, muito obrigada pelo apoio! Bjos e saudade!

      Responder

  6. Eu nem preciso dizer que o texto é um arraso! Adoro o jeito como vc escreve! Bora pro próximo?rsrsrsr!!

    Responder

  7. Posted by eugenia on 06/12/2011 at 4:53 AM

    dotorzinha ta muito lindo teu blog continua falando assim tao bem do nosso belo mocambique e mostrar ao mundo que isto nao e uma selva com macacos e leoes como todo mundo pensa- bj te amo toda sorte do mundo pa ti e sucesso nesta nova fase das vossas vidas.

    Responder

  8. Posted by Sâmela Silva on 06/12/2011 at 6:25 AM

    Querida Eugênia, muito obrigada pelo vosso carinho! Vou mostrar as belezas únicas desta terra que me acolheu tão bem mas também os itens não tão belos, afinal assim como o Brasil, Moçambique tem muito a crescer e críticas constructivas só auxiliam neste processo! Continue a acompanhar, penso que vais gostar! :) Olha, uma vez escrevi sobre isso de que os gringos acham q a áfrica é uma coisa só e um safari com tribos selvagens, se quiser ler segue o link: http://www.discorra.com/latitude-25%C2%B0-57-55-longitude32%C2%B0-35-21-de-maputo-mocambique-samela-silva/ Bjos!

    Responder

  9. [...] você acompanhou minha aventura em Moçambique sabe o quanto me apaixonei por esse querido país africano! A hora de voltar foi dolorida, muita [...]

    Responder

  10. […] Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Blog Pessoal | Projeto Marula Brasil | Facebook | Twitter […]

    Responder

  11. […] Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Blog Pessoal | Projeto Marula Brasil | Facebook | Twitter […]

    Responder

  12. […] Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Blog Pessoal | Projeto Marula Brasil | Facebook | Twitter […]

    Responder

  13. […] Para quem não acompanhou minha saga, fui morar em Maputo (Moçambique) em Abril de 2011 e claro que eu não podia deixar minha gatinha de estimação aqui em São Paulo. Resultado, Leona foi comigo. […]

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: