Moçambique, aí fui eu!

Itens obrigatórios: Passaporte e Cartão de Vacina Internacional

Como é diferente chegar aqui! Um bom gringo acha que vai chegar em uma savana com tribos, mas desembarquei em um aeroporto reformado e até bonito. Pra viajar bastou uma passagem comprada pela internet mesmo nos “voar.com” da vida, Passaporte e um Cartão de Vacina Internacional provando que eu havia tomado a vacina de Febre Amarela. Tomei a vacina em um posto do governo e com o comprovante marquei hora na ANVISA do aeroporto Internacional de Guarulhos em São Paulo, não sei como funciona em outros estados brasileiros mas no meu caso foi tranquilo e rápido, informe-se mais no site da ANVISA. Documentos em mãos: bem-vindo a Moçambique!

O processo de desembarque foi simples, não precisei de um visto antecipado, foi só chegar e solicitar o visto de turista que custou na época (22/04/2011) USD  66,00 (ATENÇÃO: aqui em Moçambique são aceitas somente notas de dolar produzidas após 2006) e é válido por um mês mas não dá direito a múltiplas entradas. Um pouquinho de fila, preenchimento de dados, e pronto, eu estava liberada para me aventurar em Moçambique.

O VISTO: Se eu quisesse, poderia ter solicitado o visto na Embaixada de Moçambique que fica em Brasília e dizem que é até melhor porque você tem várias opções de visto e consegue aqueles que dão direito a “múltiplas entradas”, logo se você precisar sair do país não vai ter que pagar o visto de novo. (ex: o safari no Kruger Park fica na África do Sul e é meio que um passeio obrigatório pra quem está aqui, já que fica 1h30 de carro de Maputo. Logo, você terá que passar a fronteira e na hora de voltar para Moçambique – se o seu visto não fornecer múltiplas entradas – você terá que pagar um novo visto de turista, ou seja, mais USD 66,00). É questão de pesquisar, planejar, ver os custos e optar pelo o que vale mais a pena.

São 23.049.621 habitantes espalhados em uma área de 799.380 km² dividida em 11 províncias (como se fossem os estados brasileiros): Niassa, Cabo Delgado, Nampula, Zambézia, Tete, Manica, Sofala, Inhambane, Gaza, Maputo (província), e eu moro na última, Maputo (cidade). (visite o Site Oficial do Governo de Moçambique)

Prédios antigos e alguns novos, avenidas grandes, bares, restaurantes, etc. Pra mim, Maputo tem cara de cidade-metrópole, mas com aquele ar de “centro velho”. Os portugueses foram embora depois da independência em 25 de Junho de 1975, e desde então parece que as construções não foram bem conservadas ou reformadas, o que é uma pena. Aqui é muito comum um edifício ter um elevador quebrado há 20 anos, e os moradores dificilmente se mobilizam para fazer obras em comum, o prédio é capenga, precisa subir 8 andares de escada mas o apartamento por dentro as vezes é lindo. Cada um pensa no seu. Janelas voam por estarem gastas, e é sério! Moisés que o diga… uma janela caiu em cima dele e isso gerou alguns pontos nas costas, fora a janela de uma das nossas amigas que já caiu umas duas vezes e outras histórias que ouvimos.

A moeda é o Metical, o traje típico é a capulana, a língua oficial é o Português, mas com certeza é muito deiferente do nosso, bem mais puxado para o de Portugal. Por escolha própria, tenho mudado bastante meu sotaque, tentando me adaptar e facilitar a minha comunicação com os moçambicanos. E, quem diria, o Inglês aqui é muito disseminado já que os países ao redor tem esta língua como oficial somado a quantidade de multinacionais e gringos. Aqui vejo carros que nunca vi na vida. Tem coisa fina mesmo! Rsrs… a maioria trazida do Japão. A culinária me ganhou: Matapa, Caril, Amêijoas… hum! As culturas aqui se misturam. Moçambicanos, portugueses, indianos, libaneses, brasileiros, etc, tudo isso se junta e eu acho o máximo! Muçulmanos, hindus, evangélicos, católicos, religiões africanas, etc, é uma grande miscigenação. Mas tudo isso vou explicar em outros posts, pois os assuntos merecem!

Hoyo hoyo a Moçambique! (hoyo hoyo: bem-vindo em Xangana, dialeto moçambicano)


 Sâmela Silva, direto de Maputo, Moçambique.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Blog Pessoal | FacebookTwitter

6 responses to this post.

  1. Posted by Flavia Menegatto on 22/12/2011 at 4:45 PM

    Uau, Sam!!
    Deu ate vontade de visitar!

    Já coloquei Maputo (e o Krueger Park) na lista de lugares pra visitar nessa vida ainda!
    Adorei!

    saudades!!

    bjão

    Responder

    • Posted by Sâmela Silva on 24/02/2012 at 10:38 AM

      Heheheheh estamos te esperando então! Ainda mais vc q gosta de bichinhos! Vc vai ficar doidinha no Kruger! Saudades tbm!

      Responder

  2. janelas voadoras?!?!?! viiixxxiiiii………..

    Responder

  3. Posted by Dário Dias on 15/09/2012 at 7:43 AM

    Gostei muito da tua abordagem sobre a minha terra.Parabens

    Responder

  4. Posted by Higino francisco on 31/08/2013 at 7:28 AM

    ver Mocambique e a coisa mais linda qui existi

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: