Mulheres argentinas

8 de Março – Dia Internacional da Mulher

Hoje foi o Dia Internacional da Mulher, uma data que foi criada para homenagear mulheres que lutaram (e que ainda lutam) por melhores condições de vida e de trabalho e também por uma sociedade mais igualitária, onde homens e mulheres possam ter os mesmos direitos.

O dia 08 de março foi adotado em 1977 pelas Nações Unidas, para lembrar as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres. Como essa data é muito importante para mim (por questões filosóficas), me inspirei para apresentar para vocês algumas mulheres notáveis aqui da Argentina (algumas delas serão assuntos para futuros posts :D)

Evita.

MARIA EVA DUARTE DE PERÓN: Ou simplesmente Evita, é a mulher argentina mais importante da história do país.

Atriz nos anos 30, casou-se com o futuro presidente, Juan Domingo Perón, em 1945. Como primeira dama, Evita teve um papel importante e reconhecido na busca de igualdade dos direitos políticos e civis entre homens e mulheres. Sua   participação foi decisiva para implementar o voto feminino, que  foi aprovado em 1947 (15 anos depois do Brasil – 1932).

A maior área de atuação de Evita, a de ajuda social à população de baixa renda, até hoje gera discussões fervorosas a favor ou em contra, dependendo do ponto de vista de cada um (peronistas ou anti-peronistas :D).

Eva Perón faleceu em 26 de julho de 1952 devido a um câncer, aos 33 anos. A história do que aconteceu após a sua morte é inacreditável (leia essa história aqui!).

Mercedes Sosa, a voz da América Latina.

MERCEDES SOSA: A voz da resistência, Mercedes Sosa nasceu na província de Tucumán. Foi uma ativista política, lutando pelos direitos humanos e principalmente pelo direito dos povos nativos da Argentina. Durante o período da ditadura militar seus discos foram proibidos e ela se exilou na Europa, só retornando ao país na retomada da democracia em 1982.

Reconhecida internacionalmente, faleceu em 2009 e seu último trabalho foi um álbum duplo de duetos com os principais nomes da música latinoamericana, entre eles Caetano Veloso e Daniela Mercury.

LOLA MORA: Escultora, pintora e urbanista. Em 1900, Lola começou os trabalhos do que seria a Fonte das Nereidas. Foi a primeira vez que uma mulher realizou um monumento que seria colocado no centro de Buenos Aires, em frente à Catedral Metropolitana. Por apresentar figuras desnudas, a obra gerou muitas polêmicas e por isso teve que ser colocada em outra praça. Além disso, Lola também gerou controvérsias por usar calça comprida para trabalhar.

Alguns anos mais tarde o monumento foi transferido para a Costanera Sul (praticamente abandonado, porque nesta época era um lugar totalmente deserto – agora faz parte de Puerto Madero), onde está até hoje.

Fonte das Nereidas, na Costanera Sul

ALICIA MOREAU DE JUSTONa verdade, Alicia nasceu em Londres, mas sua família emigrou para a Buenos Aires quando ela tinha 5 anos de idade. Formada em medicina em 1914, foi uma das primeiras médicas da Argentina.

Socialista, Alicia também lutou pelos direitos políticos das mulheres e pelos direitos humanos em geral e faleceu em 1986, aos 100 anos de idade.

TITA MERELLO: Atriz, vedete e uma das primeiras cantoras de tangos e milongas, Tita Merello participou de mais de 30 filmes, inclusive o primeiro filme falado da Argentina. Também gravou discos e uma de suas músicas mais conhecidas é Se dice de mí (veja o vídeo abaixo), onde ela responde sarcasticamente as críticas alheias. Anos depois, essa música apareceu na trilha sonora da versão original da novela Betty, a feia.

Tita Merello foi multada por aparecer no palco sem usar meia-calça para cobrir as pernas, em 1919! O valor da multa foi de 20 pesos.

MAFALDAÉ a menina argentina mais conhecida no mundo todo. Rebelde e revolucionária, a personagem criada pelo cartunista Quino encanta crianças e adultos desde os anos 60, quando começou a ser publicada. Suas preocupações com a paz mundial e os destinos da humanidade nada tinham de infantis, mas a cada tanto ela encontrava tempo para estudar e brincar com seus amigos.

O mais impressionante é que depois de 40 anos, suas historinhas continuam vigentes e basta trocar os nomes daquela época (em muitos casos nem isso é preciso) para os nomes de hoje, para perceber que o mundo não evolui tanto quanto deveria.

A eterna Mafalda

Humor inteligente e corrosivo

MAITENACartunista argentina, suas histórias sobre o universo feminino moderno são conhecidos em muitos lugares do mundo.

Seu trabalho mais conhecido é Mulheres Alteradas, histórias em quadrinhos que apareceram originalmente em diversos jornais ou revistas femininas semanais e depois organizados em uma coletânea de cinco volumes publicados. É uma verdadeira enciclopédia que trata de todos os problemas e particularidades das mulheres, de questões filosóficas a dramas mais importantes como a celulite e as gordurinhas localizadas. Tudo com muito humor, é claro.

CRISTINA FERNANDEZ DE KIRCHNERMuita gente não sabe, mas Cristina é a segunda mulher a exercer o cargo de Presidenta da Argentina, embora tenha sido a primeira a chegar ao cargo pelo voto direto. A primeira foi Isabel Perón, que era vice e assumiu a presidência após a morte do presidente Juan Domingo Perón (ele de novo), em 1974. Cristina Kirchner é advogada e antes foi deputada e senadora. Em 2011 foi reeleita no primeiro turno, com 54% do total de votos.

Puente de la mujer – Puerto Madero

O bairro das mulheres:

Puerto Madero é o bairro mais novo de Buenos Aires, e também um dos mais exclusivos e caros da Argentina.

Todas as ruas daí foram batizadas em homenagem às mulheres que fizeram a história do país, entre elas algumas que aparecem aqui no post. Uma das principais obras arquitetônicas que caracterizam o bairro é a Puente de la Mujer.

Queria fazer uma pequena homenagem a todas as mulheres (argentinas e de todo o mundo) que ousaram e abriram caminhos para nós, mulheres que viemos depois delas.  Nosso dever é seguir os passos delas e fazer um mundo melhor para as mulheres (e homens, por supuesto) que virão depois de nós.

E aí, quais são as conquistas que vocês querem deixar para as gerações futuras?

Fernanda Galli, direto de Buenos Aires, Argentina.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Twitter | Facebook

About these ads

4 responses to this post.

  1. Posted by Sâmela Silva on 09/03/2012 at 9:43 AM

    Muito legal você ter lembrado da Mafalda! Pelo pouco que conheço da pra arriscar de que a importância dela está próxima a de uma mulher real! Adorava ler as tirinhas! Mas olha… as mulheres sofreram mesmo né, pagar multa pq não usou meia-calça! Afff… viva a nossa liberdade! Pras minhas filhas quero ensinar o q minha mãe me ensinou, ser íntegra e independente, para o mundo… bom sou muito pequena, mas acho q só de ser feliz e tentar fazer o bem sempre já deve ser um começo! ;)

    Responder

    • Com certeza, Sâmela. A Mafalda tem status de pessoa real, tem uma praça com seu nome no bairro de Colegiales (pertinho da minha casa) e em San Telmo tem uma estátua sentadinha no banco, uma graça! Está em meus planos fazer um post dedicado a ela, mostrando todos estes lugares que são bastante visitados pelos turistas.
      Nós mulheres sofremos desde o começo dos tempos, temos muitas batalhas pela frente ainda mas tudo começa com passos pequenos, portanto não desanime, hein? Cada pequena ação que fazemos tem o poder de transformar a sociedade.
      Beijo grande pra vc.

      Responder

  2. Posted by Natfox on 10/03/2012 at 4:23 PM

    Adorei!!!! Acredito q esse dia, além de flores e frases bonitas sobre nós, é um dia pra se lembrar e se pensar em tds estas mulheres guerreiras q fizeram do mundo, um lugar melhor para nós vivermos! Seu texto foi ainda mais bem colocado, já que de tds os lugares, acredito que a America latina ainda é o mais machista de tds…. e conhecer a historia destas mulheres argentinas, latinas, que fizeram valer seus direitos e mudar a historia! mto bom!

    Responder

    • Oi Nat! Muito obrigada pelo seu comentário. Eu também acredito que devemos refletir o nosso papel de mulheres nessa sociedade. Ainda acho que falta muito a conquistar, mas tiro o chapéu para as pioneiras. Um beijo grande para você.

      Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: