Mercado do Peixe sem frescura: 3 dicas pra você sair de lá feliz da vida!

Há um tempo atrás, contei pra vocês sobre a minha 1ª vez no Mercado do Peixe e quem não acompanhou, aconselho que antes de ler este post, dê uma espiadinha lá. Sinto que este lugar tem sido injustiçado por primeiras impressões ou experiências negativas e preconceito, então resolvi dar dicas de como tenho feito pra que este passeio se torne agradável e divertido! Bora tentar?

1) Abra o seu coração!

Meus amigos, aquilo é parte da cultura popular moçambicana, e como vocês sabem Moçambique ainda é, em sua maioria, um país muito simples e pobre. Se formos visitar lugares típicos com excesso de civilização (leia-se: frescura, como aprendi aos 6 min deste vídeo com o antropólogo, Prof. Marins), já é meio caminho andado pra ser um fiasco. Ele não é novo e bonito (depende também do que é sua referência de beleza, pra mim ele tem sua beleza), não tem ar condicionado, etc, mas tem cores, cheiros, pessoas diferentes, uma comida ótima, preços fantásticos e muitas outras coisas que vou descobrindo cada vez que vou lá.

Agora que você já está de coração aberto, vamos às outras dicas! :)

2) Preços

Nem todo mundo gosta de ser abordado por vendedores, e isso é uma característica forte no Mercado do Peixe. Todo mundo lá quer vender, afinal aquilo é o sustento deles, e se eu estivesse no lugar deles, defendendo meu dinheiro do “chapa” (meio de transporte popular) e do pão, com certeza faria o mesmo. Então, quando você chegar, já saiba que vai ser abordado, mas nada que um “Não, obrigada Mama, vim só pra ….”, olhos nos olhos, simpatia e bom humor não resolvam. Até hoje, não precisei ser grossa e nem me alterar para ser respeitada mas às vezes rola de ter que falar sério. Tome umas 3 doses de paciência antes de sair de casa! ;)

Os preços variam, e pechinchar faz parte do programa. Pra vocês terem uma noção, aí vão os preços que tenho conseguido, e se chorar mais um pouquinho o preço desce mais ainda! (200,oo MT, equivalem hoje a aproximadamente a R$ 13,00)

"A" balança que pesa bem! :)

1kg de Camarão médio: de 300 a 350,00 MT, e é desse tipo que compramos pra mandar preparar lá nos restaurantes, o jeito grelhado é o meu preferido.

1kg de Camarão grande (kapa): 400,00 MT.

1kg de Camarão Tigre, aqueles enooormes: 600,00 MT.

1 kg de Lagosta: 600,00 MT.

1 kg de Lula: 250, 00 MT.

1kg de Peixe Pedra: 220,00 MT.

1kg de Peixe Vermelho: 250,00 MT.

1 kg de Amêijoas (ostrinhas): 50,00 MT. As senhoras costumam vender a lata por este preço, e a lata corresponde a 1 kg.

1 kg de Caranguejo: 130,00 MT.

IMPORTANTE: Como muita gente duvida se as balanças são corretas (com toda razão pois isso acontece), você pode pagar 10,00 MT e ir na “balança confiável” que fica aos fundos do mercado, sentido dos restaurantes. Você pesa e confere. Dessa última vez que fui, uma senhora estava nos vendendo camarão a menos: pedimos 6 kg, ela pesou na dela e ok, quando fomos conferir tinha dado 5,5 kg. Quando vimos na balança que estava errado, ela trouxe mais camarão e corrigiu a falha. Simples assim! :)

3) Almoçar no Mercado do Peixe

Sim, é bom e vale a pena! Eu e muitos dos meus amigos aprovamos o tempero do restaurante Belú, por exemplo, que pertence à tia de uma amiga moçambicana. Mas existem 2 problemas nos restaurantes em geral: demora muito pra ficar pronto (2 a 3 horas já que tudo é feito na hora) e as bebidas não são estupidamente geladas. Por estas e outras, você deve ir de bom humor, disposto a almoçar sem pressa e a conversar muito com os amigos! O que pra mim é maravilhoso, já que esta vida doida tem nos deixado acostumados a almoçar sempre rapidinho.

Sobre a demora:

Pra amenizar a demora, você pode comprar os itens 1 dia antes ou durante a manhã e combinar o preparo com o restaurante escolhido. Pegue o telefone, dê uma ligadinha um pouco antes pra ver “à quantas anda” e depois volte no horário combinado e a comida estará pronta ou ao menos demorará pouco. Fizemos isso de ir um dia antes e acho que deu suuuuper certo! Mas vou deixar os amigos que foram comigo opinar se deu certo mesmo! E aí galera, o que acharam? ;)

Sobre bebidas geladas:

Brasileiro tem mania de coisas estupidamente geladas, em muitos países é considerado correto e muito mais saboroso consumir cerveja na temperatura ambiente, por exemplo. Mas como sou adepta e respeito muito este nosso costume, levamos um cooler (caixa térmica) com gelo. :) Compramos as bebidas no próprio restaurante, colocamos no cooler e pronto, problema mais que resolvido! :P

Preço do preparo:

Pra quem não está acostumado, vou contar como foi da última vez: compramos 6 kg de Camarão médio, 3,5 kg de Peixe Pedra, 4 kg de Amêijoa e 2 kg de Caranguejo e a mão-de-obra de preparo tudo isso deu cerca de 1.825,00 MT. O restante, guarnições e bebidas, pagamos à parte. Neste dia estávamos em 17 adultos, ficamos das 13h as 17h, entre outras coisas, foram 30 cervejas de garrafa e ninguém gastou mais do que 500,oo MT. Dá pra comer muito bem com cerca de R$ 32,50 por pessoa, incluindo tudo! Parou pra analisar? Comemos muuuitos frutos do mar, que pra mim em São Paulo era luxo, bebemos, etc e no meu ponto de vista, valeu e vale muuuuito a pena!

Só faltou o cafézinho no final! Hehehe

Malta no Mercado do Peixe!

E aí, da próxima vez posso chamar vocês pra ir com a gente? :)

*O Mercado do Peixe fica próximo ao Clube Marítimo na Av. Marginal. Não achei informações oficiais sobre os horários e dias de funcionamento, mas toda a vez que passo em frente está aberto! As 7h da manhã, mesmo no domingo, eles estão lá! Heheheh! Há vários restaurantes ao fundo do mercado, mas se quiserem ir ao Belú e tirar dúvidas com eles, liguem para o gerente Mario: (251) 826 302 220.

 Sâmela Silva, direto de Maputo, Moçambique.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Blog Pessoal | FacebookTwitter

About these ads

4 responses to this post.

  1. Posted by Rebeca on 29/03/2012 at 1:01 PM

    Estava tudo ótimo. Comida boa, preço justo e turma animada. :)

    Responder

  2. Posted by Andreia on 01/04/2012 at 6:20 PM

    Adoooro o mercado do peixe. Nunca estive em lugar onde se comesse tantos frutos do mar (incluindo lagosta), pagando tão pouco.
    Mas realmente é preciso certos cuidados como já exposto acima pela Sam. E eu reforço a questão da balança. De todos as vezes que eu estive lá (e foram muitas) o peso sempre estava menor. É preciso ficar atento na hora da pesagem. A mudança ocorre num piscar de olhos, com o dedo da vendedora alterando o peso. Vc.tb.pode pedir para pesar.

    Outro detalhe importante. Fique de olho na quantidade entregue ao restaurante. Eles costumam tirar algumas unidades. Mesmo se você for cliente usual do restaurante. Eu como sou muita chata, chego a contar a quantidade de camarões, observo o tamanho da lagosta, etc…Fazendo isto, nunca mais tive problemas.

    Mas com tudo isso, ainda vale a pena uma tarde no mercado do peixe.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: