Arquivo por Autor

Despedida de Deyse Santos, mas vem muita Irlanda por aí ainda!

Olá meus caros leitores,

É com grande carinho que venho me despedir do Blog, que está tendo muito sucesso e ainda terá, e está cada vez mais revelador. Agradeço à todas as jardinheiras, em especial Maira e Sâmela.

Obrigada pelo aconchego e carinho de todos, mas hoje estou me despedindo por um grande e ótimo motivo em minha vida, estamos a espera de um presente que Deus nos enviou, dou início a constituição da minha família e por sermos pais de primeirinha viagem, estamos estudando muito a respeito e isto tem consumido a maior parte de nosso tempo. Nem imaginamos que seria assim, mas estamos aproveitando e curtindo cada momento. Imagina depois que nosso baby nascer?!?

O que posso ainda dizer sobre a Irlanda? Os Irish adoram brasileiros, há lugares muito lindos aqui, que toda a experiência na vida é válida e que a de Intercâmbio não seria diferente, mas cada um pode sentir coisas diferentes, viver experiências e pensar de maneira diferente sobre o mesmo assunto, viva a diferença! ;)

Por onde estará a Deyse?
Estarei sempre por aqui, caro leitor e colega. Precisando de qualquer informação, se eu souber irei responder, porém se não souber… ai meu caro, irei atrás pra ajudar!

É com grande alegria que fiz parte deste blog e pude trocar experiências, mas sei que entenderão perfeitamente meu motivo de despedida e serão entregues em boas mãos. Não, a Irlanda não ficará sem jardineira, ok?!? Em breve vocês terão notícias deste país! Aguardem!

Para sentirem mais vontade ainda de conhecer a Irlanda, aí vão algumas imagens que captei até o momento!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Muito obrigada mesmo e encerro este post com a minha frase:

“Mais importante do que sonhar, é ir em busca de seus objetivos!”

A participação da Deyse no blog foi encerrada, mas fiquem à vontade para entrar em contato com ela!

 

Deyse Santos, direto de Dublin, Irlanda.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Facebook

Conhecendo a Irlanda

Vocês já me conheceram através do meu perfil, mas agora é hora de inaugurar a seção “Irlanda” do blog! Para quem está pensando em vir pra Irlanda ou apenas conhecê-la um pouco mais. Há alguns pontos que gostaria de compartilhar e para isso elaborei um tipo de FAQ para tirar as principais dúvidas pertinentes de quem esteja querendo escolher a Irlanda como sua casa por um tempo.

1 ) É fácil entrar na Irlanda pela imigração?
R.: Of course guy! Você só precisa de um passaporte, de um curso de inglês comprado ainda no Brasil, d’uma acomodação temporária (hostel ou casa de família), do seguro obrigatório governamental e 3 mil Euros disponíveis para comprovação.
Então seja bem-vindo a Irlanda!

2 ) Por que escolher a Irlanda?
R.: Porque aqui é falado o inglês mais complicado do mundo, acredite! Se você aprender a falar inglês aqui, falará inglês em qualquer lugar do mundo, esta é uma vantagem que ninguém irá lhe tirar. Outra vantagem é que aqui é um dos poucos países dos quais você poderá ficar por pelo menos um ano. A maioria dos países permite ficar 4 ou 6 meses.

3 ) Como é o clima na Irlanda?
R.: Basicamente frio, ventoso e húmido. Em alguns momentos, gelado. Isso falando do verão mais forte que ocorre entre Julho e Agosto e no ano de 2011 a máxima não passou dos 24º (aconteceu em dois dias apenas). Mas a média no verão é de 18º, ou seja, tiveram dias frios neste verão. Setembro é o mês que começa o Outono, mas basicamente não há Outono aqui, pula-se direto pro Inverno. Esperou-se que em Novembro/2011, pelas notícias da TV, que o Inverno deveria chegar cedo e esperou-se neve já para Novembro, mas isso não aconteceu. Tirando o frio, choveu todos os dias. Tudo bem que foram garoas e geralmente você consegue sair embaixo dela, mas em determinados momentos é necessário uma capa de chuva, pois com o vento não há sombrinha que aguente. Como a neve não veio na Irlanda, fomos atrás dela em Oslo, hehe!

4 ) Como estão os empregos na Irlanda?
R.: Não podemos mentir pra vocês e dizer que está mil maravilhas, há uma “crise” e inclusive para cleaner (faxineiro) pede-se inglês fluente. Como a Irlanda é o país que possui o mais alto salário mínimo, 8,65 euros por hora, isso atrai muitos estudantes e existem poucas vagas, até porque os jovens irlandeses ganham auxílio do governo e não precisam trabalhar (ganham o correspondente a 200 euros por semana). Para as meninas intercambistas é um pouco mais fácil, porque tem empregos de au pair que aparecem a todo momento e geralmente com um ou dois meses elas estão empregadas. Mas para os meninos, está realmente péssimo. Vejo muitos voltando no sexto mês para o Brasil porque acabaram o curso de inglês e por não terem conseguido nenhum emprego fixo, só bicos. E vejo muitos também voltando no sexto mês sem terem conseguido nem bico. Mas tem algumas pessoas que tiram a sorte grande e conseguem emprego na terceira semana, no segundo mês. Depende muito da sua sorte também. Mas a maioria é isso ali de cima. Além de que, não muito diferente do que acontece no Brasil, a maioria dos empregos são por QI (Quem Indica), então você precisa ter uma boa rede de relacionamento.

5 ) Como são as escolas de inglês na Irlanda?
R.: Geralmente muito boas. Na escola que estudamos há professores maravilhosos e todos os alunos falam bem da escola. Fazendo amizades com  pessoas que estudam em outras escolas, e ela também falam bem delas. Mas, como toda empresa, há seus problemas de organização.

6 ) Tem muito brasileiro na Irlanda?
R.: Ixe, e como! Aos lotes! É difícil a vez que você sai na rua e não ouve alguém passando por você falando português. Sempre tem. Mas também tem muito, muito polonês e geralmente perdemos empregos pra eles por eles serem europeus. Tem muito italiano e agora nos últimos meses uma imigração de venezuelanos incontáveis. Mas brasileiro tem sim. Não adianta escolher uma escola cara, porque lá terá brasileiros. Vai por mim. Pague barato na escola porque tem escola boa, bonita e barata. Do brasileiro você não vai fugir, pelo contrário, vai precisar dele quando chegar aqui!

7 ) Você está gostando da Irlanda?
R.: Definitivamente sim. Adoro essa arquitetura inspirada na Inglaterra, ou melhor, que a Inglaterra construiu para os irlandeses. Gosto do povo que geralmente é honesto e tem espírito de querer ajudar. Adoro o modo como se preocupam com o estrangeiro, mesmo que eles existam aqui aos lotes. É um lugar legal sim de viver.

8 ) É verdade que o país está em crise?
R.: Sim, é a mais pura verdade. O salário mínimo chegou a ser reduzido, por incrível que pareça. O país quebrou similarmente a Grécia, pois não conseguiu se adequar neste curto espaço de tempo as novas regras da União Européia. É complicado mudar uma economia de uma hora pra outra, logo, não está sendo fácil pra eles. Imaginem para nós. Eles agora também trabalham de au pair, cleaner, waiter (garçom)… Mais concorrência.

Bom, espero ter apresentado um pouco da Irlanda pra você! Todos os pontos devem ser ponderados e lembre-se que muitas vezes a sorte bate na sua porta antes que você possa imaginar, então, não desanime! Mas, venha com estes pensamentos para que você não se fruste no terceiro mês, all right?

Algumas imagens que registrei na Irlanda, aproveitem!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

E aí, tem mais dúvidas sobre a Irlanda? Deixe seu comentário!

Big hug for all!!!

A participação da Deyse no blog foi encerrada, mas fiquem à vontade para entrar em contato com ela!

 

Deyse Santos, direto de Dublin, Irlanda.

Este é o post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Facebook