Arquivo por Autor

Primeiras descobertas: Bem-vindos à Venezuela!

Olá, Queridos leitores! Sou Juliane e moro em Maracay, na Venezuela. Sobre mim, eu já contei um pouquinho lá no meu perfil, mas agora, é hora de apresentar minha 2ª casa para vocês! Essa é a primeira vez que escrevo em um blog e espero que vocês gostem! :)

Primeiras descobertas! Nossa, relembrar a 1ª fase da minha empreitada na Venezuela é realmente voltar no tempo… Pensando bem, eu tinha deixado pra lá muitos detalhes… Primeiras frases e primeira viagem em blog!!! Já no aeroporto Simón Bolívar, em Maiquetía é fácil se dar conta dos primeiros constrates! Eu lembrei do aeroporto de Recife, algo pequeno, para o que eu esperava… Foi num dia 8 de Dezembro, o dia estava bem cinza, o que eu achei ótimo, já que aqui o calor, vim saber depois, era de matar!

Aeroporto Internacional Simon Bolívar - Caracas

As primeiras impressões de Caracas, capital do país, foram algo de imensidão. Dizem que aqui está a maior favela do mundo, Petare, mas como há muitos países que “reivindicam” este triste record, não posso confirmar. Mas realmente, é imensa!!! Imensa como as malas que eu carregava. Não é fácil carregar a vida em malas e menos ainda quando o lugar é 100% desconhecido… Além do mais, nessa época eu não conseguia quase nenhuma informação da Venezuela, o que se conseguia era pela Orkut, e o pessoal nem sempre tinha humor e paciência pra responder e eu tinha um pouquinho de vergonha de perguntar! Lia todos os tópicos e me baseava neles.

Trouxe tudo o que pude, desde livros à pelúcias!

Guasacaca (Guacamole) y Chips

Chegamos na casa de uns amigos que conhecemos no Brasil (meu marido é formado no Brasil), familiares do outro venezuelano que vinham de lá com a gente e BOOM, a primeira bomba, o pessoal me serviu um molho vinagrete que tinha abacate no meio!!! Eu, nessa época, não provava nada diferente, achei tudo muito estranho… Daí, fomos pra um hotel, com essas malONAS, e a próxima comida foi um hambúrguer, que aqui é se fala no feminino: HAMBURGUESA (???!!!) e no meio tinha uma salada meio maluca de cenoura ralada e repolho! Que susto! Culpa minha, que nunca antes parei pra pensar em comida internacional!

Olhando pela janela do hotel, era caótico, um pouco do tráfego do Rio, misturado com o de São Paulo nas ruas de Cuba. Só podia ser isso!!!

Caramba, o pensamento que me assaltava era: Tão perto e tão distante…

Eu realmente não fiz a lição de casa, não analisei as diferenças, a situação ecônomica, nada. Me joguei e por isso levei um susto atrás do outro!

Contarei alguns sustos, sustinhos e sustões, sempre com a intenção de deixar minha dica mais valiosa: Eduquem-se o mais que puderem! Instrução é tudo e vale muito a pena pesquisar cada detalhe antes de fechar as malas e sair de casa.

E aí, o que acharam de ter a Venezuela aqui no blog? Gostaram destas primeiras descobertas?

Um beijinho e até breve!!!

Juliane Souza, direto de Maracay, Venezuela.

Este é o post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Twitter | Facebook