Posts Tagged ‘Bicicleta na Argentina’

Mejor en bici!

Os benefícios da magrela

Buenos Aires tem uma geografia ideal para quem gosta de andar de bicicleta. A maior parte da Capital Federal é plana ou apresenta ladeiras moderadas, principalmente nas áreas mais próximas ao Rio de la Plata.

Aproveitando esse fator e seguindo o exemplo de outras capitais do mundo, como Paris, Barcelona e Amsterdam, o governo de Buenos Aires conta com um sistema para incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte ecológico e sustentável.

Já são 20 estações para retirar as bicicletas gratuitas

O programa Mejor en Bici contempla a construção de ciclovias protegidas e integradas (já são 76km de ciclovias existentes) além de possuir um sistema de transporte público (bicing) onde os residentes registrados no programa podem retirar bicicletas em várias estações espalhadas na cidade e utilizá-las por até 1 hora gratuitamente, entre outros benefícios. Esse serviço funciona de segunda a sexta entre as 8 e 20 horas e aos sábados de 9 a 15 horas.

No terceiro domingo de cada mês organizam as bicicleteadas, que são passeios em grupo por diferentes circuitos. O principal objetivo deste evento é incentivar a prática de esportes e a atividade física. No fim do passeio, há sorteios de bicicletas, roupas esportivas e acessórios (tênis, capacetes) entre os participantes. A atividade é aberta a todos, mas cada um tem que ir com sua própria bicicleta.

Rede de ciclovias de Buenos Aires

Opções para turistas:

A Secretaria de Turismo também aderiu a essa iniciativa e passou a oferecer passeios guiados pelos Bosques de Palermo para os visitantes, utilizando bicicletas elétricas que possuem acelerador e podem alcançar a velocidade de 30km/h. (que moleza :D)

Nessa etapa inicial do projeto, são dois passeios diferentes: o primeiro é para recorrer os parques e os monumentos dos bosques e passa pelo Campo de Polo, pelo Hipódromo e pelo Rosedal, entre outros lugares. Já o segundo quer unir os parques com os museus da zona e passa pela Plaza Francia e pelo Malba e o museu Sivori.

Cada um destes passeios tem duração aproximada de duas horas e contam com guias e assistência em português. A Secretaria de Turismo planeja  oferecer mais passeios em outras áreas da cidade, como San Telmo e a Boca, mas ainda sem data prevista.

Informações:

  • Preço: 70 pesos por pessoa
  • Saídas: diariamente, o ponto de encontro é no Planetario Galileo Galilei
  • Horários: 10:30hs a 12:30hs (tour parques e museus) e 14:30hs a 16:30hs (tour parques e monumentos)
  • Capacidade: grupos de 15 pessoas – apenas para maiores de 18 anos (é necessário fazer reserva)
  • Reservas por telefone:  4114-5791 (2a a 6a de 8 a 14hs) ou por email: turismoendosruedas@buenosaires.gob.ar

Além do programa do governo da cidade, há muitas empresas que alugam bicicletas e que também fazem passeios guiados com diferentes roteiros (Buenos Aires sul ou norte, passeio noturno, excursão ao Tigre)

A Bicicleta Naranja é uma delas, e permite retirar as bicicletas alugadas em vários endereços da cidade (Recoleta e San Telmo, por exemplo). A Urban Biking também oferece estes serviços, aqui o diferencial é que usam uma bicicleta ecológica feita de bambu nos passeios guiados.

Bicicleta feita de bambu

MAS ATENÇÃO: Na hora de sair de bicicleta pelas ruas de Buenos Aires, todo cuidado é pouco.

Usar capacete é fundamental.

Mantenha a atenção redobrada com o trânsito, pois o respeito aos ciclistas e também aos pedestres por parte dos motoristas (principalmente os motoristas de ônibus) deixa muito a desejar.  

A opção dos passeios em grupo com guias é melhor para quem não está acostumado a usar a bicicleta como meio de transporte e também por uma questão de segurança.

Por Fernanda Galli.