Posts Tagged ‘Pastel de feira’

De Pastel à Gordita

Que vontade de comer um pastel de feira!

Hoje, depois de ver o Programa Mais Você da Ana Maria Braga fiquei com água na boca! Havia uma reportagem sobre o aniversário do Rio de Janeiro e o programa estava fazendo um “intercâmbio” entre a culinária paulista e carioca. Imagina o que mandaram de São Paulo para o Rio? Claro, o nosso delicioso e tradicional “Pastel de Feira”. Fiquei morrendo de vontade vendo aquela senhorinha japonesa que já ganhou por dois anos seguidos um concurso do melhor pastel de feira de São Paulo. Imagina como não deve ser bom!

Depois de mais de um ano morando no México, a saudade de algumas coisas começam a apertar. Algumas coisas conseguimos substituir, outras trazer do Brasil no vai e vem dos brasileiros e outras ainda conseguimos comprar em uma pequena, mas pequena mesmo loja de importados que existe na capital do México – produtos como pão de queijo, fubá, guaraná (que não é o Antártica e sim da Schincariol) trigo para kibe, chocolates, entre outras coisinhas mais. Mas o pastel de feira não tem como. Não existe aqui nada nem sequer parecido. O jeito é se conformar e esperar até a data das próximas férias, que acredito logo estarão chegando. Aí sim, faço questão de tirar uma foto minha saboreando não um, mas vários pastéis brasileiros.

A diferença dos significados das palavras são tão grandes de um país para o outro que às vezes chega a ser divertido. A verdade é que um brasileiro nunca vai provar um pastel como o do Brasil vivendo aqui no México, mas se o “dito cujo” pedir um “Pastel” aqui, vai conseguir levar pra casa e saborear um belo bolo de festa confeitado! É que em espanhol, a palavra “Pastel” é isso, bolo de festas. :)

Bom, já que não tem jeito mesmo, o negócio é se contentar com o que temos aqui e tentar segurar a saudade da terrinha e dos seus pratos divinos. Enquanto isso, vou ficar mesmo é com as “Gorditas”, um prato típico Celayense que é feito de farinha de milho (massa) e seu recheio pode variar, mas o mais comum é com queijo e molho de pimenta. A gordita é feita e frita na hora. É uma delicia, eu adoro! As melhores estão perto do Templo Del Carmen, no centro da cidade, quase esquina com Avenida Benedito Juárez.

O jeito é me contentar com as gorditas! hehehe!

Ficou com água na boca? Qual é o prato brasileiro que você mais sente falta? Comente, dê sua opinião!


Maira Gardini, direto de Celaya, México.

Post de boas-vindas | Todos os posts | Perfil | Facebook